Siga por e-mail

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Atualizações Gerais das Restaurações - Maio de 2015

Caros,

Estamos com vários trabalhos de restauração simultâneos ... Vou fazer algumas atualizações.

Para os que tem curiosidade de visitar as oficinas, seguem dois vídeos que recentemente fiz em duas delas:

https://www.youtube.com/watch?v=VJxLR8I7xiE

e

https://www.youtube.com/watch?v=7sCbaXIy2I8


Além disso postei nos últimos meses alguns vídeos de carros que aguardam passar por melhoramentos ... São eles:


Charger R/T 75 amarelo montego












https://www.youtube.com/watch?v=i-uJUbtuUOM



Magnum 81  branco paina com teto solar de fábrica











https://www.youtube.com/watch?v=g3s4OBj9MKw



Charger R/T 73 branco espuma marinha





E para finalizar postei também, em duas partes, alguns depoimentos que tomei de ex-funcionários da Chrysler anos atrás ....

Parte 1:
https://www.youtube.com/watch?v=fLWKpvN3LzQ

Parte 2:
https://www.youtube.com/watch?v=3snyqp6RNxo


Botem uma pipoca no microondas e boa sessão ... kkkkkk


Voltando aos carros:


1) Charger LS 74 branco ipanema

O nosso Charger LS 74 branco Ipanema já recebeu as novas laterais traseiras e alojamentos das lanternas, bem como o assoalho do porta malas ...

Já está com cara de carro novamente :






E por falar em lanternas, justo agora que precisavamos delas para fazer o alinhamento definitivo, aparece um par zero km, que estavam guardadas desde 1976, por um preço muito interessante. O que faz me lembrar uma máxima que li em um livro americano sobre restaurações há muitos anos atrás:  "Nunca pague demais por algo que tenha sido produzido em escala industrial ... Mais cedo ou mais tarde vai aparecer a mesma peça com preço justo ..."


A da esquerda no padrão 73, a direita já no padrão 74 correto para esse carro


Não vejo a hora de ver esse carro pronto. O LS 74 é um carro muito obscuro ... Só existem dois registros oficiais de época:


O primeiro é esse do folheto da linha 1974, um preto 3 marchas, inclusive com volante e calotas de Gran Coupé. A intuição nos faz pensar que os 3 marchas deveriam vir nessa configuração ....



O segundo é essa foto de fábrica. Na verdade existe uma sequencia de fotos deste carro neste mesmo local. São fotos de divulgação da linha 1974 que não chegaram a ser publicadas. 


Esse carro claramente é um 4 marchas, com bancos separados, como o nosso branco Ipanema em questão. Nas fotos dá para ver que usa volante Walrod como era de se esperar nos Chargers.

Detalhe para o miolo central da calota. Não é o do Gran Coupé / Sedan, mas um exclusivo dos LS 74 com o fratzog:



Há 25 anos atrás eu comprei um jogo desses ornamentos, confesso que à epoca não fazia idéia de onde eram usados. Finalmente terão um destino em breve ...

Para finalizar o capítulo Charger LS 74 ... Alguém advinha que cor é esse Charger da foto de fábrica ??

.




Três chances ....

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Cinza platina !!!!!!



2) Charger R/T 75 vermelho asteca


Funilaria quase pronta .... Logo logo está pronto e vai para a pintura ... Está salvo também ....








3) Charger LS e R/T 72 marrom castanha


O LS 72 marrom castanha foi finalmente pintado.







Agora o LS e o R/T estão lado a lado para a montagem ....


R/T e LS 72 marrom castanha lado a lado para montagem ...


Com relação ao R/T a única atualização é que os bancos ficaram prontos:





4) Charger LS 75 amarelo montego


O mais raro dos Chargers "quadrados", o LS 75 teve míseras 55 unidades fabricadas ... Hoje em dia sabemos da existência de 5 destas unidades ....



O raríssimo LS 1975 no Salão do Automóvel de 1974




Esse LS foi encontardo num desmanche abandonado em Itaqui-RS, oeste do RS, divisa com a Argentina ....




Quando vi essa cena fiquei louco ... Ainda mais depois de saber que o motor de plaqueta ainda estava no carro:



Acabei comprando o carro e trazendo para São Paulo ... O carro era muito íntegro, apesar de destruído pelo tempo, havia estragado sem ser molestado ....

Já em São Paulo. Até o bandô florido preservado. Tinta intocada por dentro ... Serviu de gabarito para pintar o SE 75


O carro amargou uns anos de fila até que finalmente foi para restauração.

Lindo cofre ...

Lateral traseira já bem podre ...


Optamos por usar laterais novas americanas ao invés de recuperar essas, para garantir um acabamento perfeito .... O carro já está tomando novas formas:




Logo logo estará lindo e pronto !

Por hora é isso ...

Abraços e que a força esteja com vocês !!!!


Badolato






















segunda-feira, 9 de março de 2015

A saga da Pantera Negra

Caros,

Conheci Thomaz Iervolino em meados de 2009, no lançamento do meu primeiro livro na FNAC da Avenida Paulista ... Ele é um grande apaixonado pelos produtos da Chrysler do Brasil, desde a compra da Simca até o último dos Dodges ... E me contou sua história. Nasceu daí uma grande e gostosa amizade ... Vejo ele apenas nos encontros do Museu, mas cada vez que eu o encontro é como se encontrasse um velho amigo, daqueles que dá vontade dar um abraço bem forte ...

Em 1968 o pai do Thomaz comprou um Esplanada 68 fase I, o de dois faróis, igual ao que temos no Museu, exceto pela cor. Mas antes disso, comprar um carro naquela época era um grande evento, ele já colecionava anúncios do lançamento do Esplanada ainda pela Simca bem como as notícias da aquisição da Simca pela Chrysler .. Tudo recortado dos jornais da época e preservado por quase 50 anos ....

Chrysler Esplanada idêntico ao que o pai do Thomaz comprou em 1968


Todo esse material guardado cuidadosamente por tantos anos o Thomaz me deu. Tanto para o acervo do Museu como para matéria prima de um projeto de livro do Esplanada que eu acabei engavetando após o livro Caras & Carros vender insignificantes 130 cópias !!!!!!!!!!! Incrível como o pessoal que se diz aficcionado por automóvel tem tão pouco hábito de leitura ... e de colaborar com a preservaçào da história ... Acabei com a editora Otto7 após isso, mas um dia ainda faço o livro do Esplanada ... Nem que seja apenas para usar o rico material que o Thomaz me deu ....

Mas voltando à história, a partir da compra do Esplanada o Thomaz passou a frequentar a Chambord Auto, acompanhar os lançamentos, os carros que chegavam ... Fez amizade com todos lá ...

Até a história que vamos contar ...

Meados de 1978, o Thomaz estava na Chambord Auto proseando com o Gerente Geral da Chambord, Brasil Bonfiglioli. Havia um zum zum zum de que a linha Dodge mudaria radicalmente para 1979. Daí o Thomaz sugeriu: "Brasil, por que você não pede um Charger R/T preto, todo preto, sem faixas .. Ia ser demais "... 

O Brasil ficou com isso na cabeça e dias depois começou a imaginar o carro todo cheio de acessórios, faróis cibié amarelos ... uma Pantera Negra !!!!

Foi fazer o pedido na fábrica. Um Charger R/T preto, sem faixas ... Deu confusão. O comercial da fábrica não queria pegar o pedido, o que só fez o Brasil ficar ainda mais a fim de fazer o carro. Subiu a conversa para diretoria até que o pedido foi aceito.

Tempos depois o carro chegou, negrão de tudo ... O Brasil chamou o Rubão, vendedor de acessórios e disse: "Rubão, quero fazer uma pantera negra !!! Bota uns faróis Cibiés amarelos, vidros verde, parabrisa degradê, antena elétrica, toca fitas Sony TC "... O carro ficou lindo e chic !!! Colocado em umas rampas no jardim da Chambord, a fera contrastava com a vegetação .. O Vincenzo Ondei, dono da Chambord Auto (e também do extinto restaurante francês Le Coq Hardy, muito famoso nos anos 80) ficou louco: "Brasil, você vai casar com esse carro ... " 

Ledo engano ... Houve confusão com os compradores e o carro rapidamente deixou a revenda ...




Brasil Bonfiglioli, de terno verde metálico, recebendo um prêmio do diretor de vendas da Chrysler




O interessante é esse painel com a ficha dos carros disponíveis para venda ... Em cada coluna vertical ficam os modelos do carros e, horizontalmente, 3 divisões: LOJA, PÄTIO e PEDIDO.

Se olharmos bem, na coluna Charger R/T há 3 carros disponíveis para venda: 

Loja: Preto Onyx

Pátio: Verona

Pedido: Indiano

Ou seja, no dia que essa foto foi tirada o R/T 78 pantera negra estava na loja ainda à venda !!!!!




Da venda do carro, em Julho ou Agosto de 1978, nem o Brasil nem o Thomaz tiveram mais notícias do carro ...

Onze anos depois, 1989 ou 1990, eu estudava na Poli-USP e já andava alucinado atrás de Dodges. E naquela época eu via um Charger R/T 78 preto, aparentemente zero e originalissímo, todos os dias parado em frente ao Instituto de Matemática. Porém o carro tinha faixas !!! Coloridas ! De que cor ? Não lembro ! Meu amigo Julio Berardinelli também se lembra do carro, das faixas coloridas mas também não se lembra das cores.

Lembro que um dia, algum tempo depois, fui buscar minha irmã na Cultura Inglesa da Avenida Santo Amaro, em frente ao Fogo de Chão. Esse carro apareceu, foi descer no estacionamento do subsolo e ralou o parachoques na parede ....

Sobre esse carros, 3 hipóteses:

1) Algum dono do Pantera Negra achava ele bandido demais e mandou por as faixas

ou

2) Existiu outro R/T 78 LX9, ou seja, preto de fábrica

ou

3) Era um R/T 78 de outra cor que foi pintado de preto na época ...

Para saber a verdade apenas se um dos leitores do blog eventualmente frquentasse a USP em 1989-1990 e conheceu o carro ....

Mas voltando ao Pantera Negra ...

2006 ... Descobriram um R/T 78 verde com a plaqueta LX9 em Santo André ... Só poderia ser o carro ... Porém o dono, osso duro de roer, não queria saber de vender ... Até que, 8 anos depois, água mole em pedra dura, um amigo compra o carro ...

Comprou o carro e me ligou ... Sabia da minha obcessão por esse carro. Fechamos negócio e
 partimos para restaurar o carro ...

O carro obviamente era o Pantera ... Os vidros verde instalados na concessionária, bem como o parabrisa degradê acessório de época continuavam lá, intactos ....

Após restauração, o Pantera Negra !

'
Sony TC instalado, 

Adesivo Chambord Auto ...  Mimos do meu amigo que restaurou o carro ... 






Os vidros acessórios de época ainda no carro ...

Fazendo escapamento no dia de ir para o Museu ...



Vinil original .. a cereja do bolo ...


No último dia 28/2, marcamos a apresentação da Pantera Negra para seus pais: Thomaz e Brasil ... E o carro enfim foi para o Museu ....

R/T 78 preto onyx e R/T 78 vermelho verona ... exatamente as duas cores que estavam disponíveis no painel da foto do início do post ...



Bem, no dia 28/2/2015, o Thomaz e o Brasil chegaram no meu sítio para reverem, após 37 anos, a fera !!!

Ainda do lado de fora do prédio do Museu, recontamos a história ... Foi tudo gravado e está sendo editado. Assim que ficar pronto posto aqui ....

Ainda do lado de fora do Museu, antes de rever a fera: Thomaz (de azul), Brasil (de verde) e eu (de branco e pança GG): falando sobre a história da fera !


O que se seguiu a seguir foi pura emoção; entramos juntos no museu, caminhamos uns 15 metros até que eu virei para o Brasil e o Thomaz, apontei para o meu lado esquerdo e disse: "Brasil, Thomaz ... Pantera Negra ... "

Os dois tomaram um fôlego e se aproximaram do carro, O Thomaz, de riso fácil, apenas sorria, que nem criança ... Já o Brasil se emocionou ... Os olhos se encheram de água, que ele segurou bravamente ... Deve ter passado um filme na cabeça daqueles dois homens ... E na minha a alegria de ter resgatado essa história , que agora está preservada e imortalizada aqui e no vídeo que sairá em breve ...


Brasil e Thomaz ao lado da fera ....

As pessoas que estavam lá vivendo um momento mágico, de pura nostalgia ... Só o De Lorean do Doctor Braun poderia ser capaz de algo similar ....

Gostaria de deixar um agradecimento especial para 4 pessoas: Brasil e Thomaz, por motivos óbvios !! Meu xará Alexandre, que localizou e restaurou o carro ... E à minha esposa Luciana, que sem ela meus carros estariam espalhados por dezenas de estacionamentos por aí, ao invés de reunidos num lugar tão gostoso de estar ....


Abraços,

Badolato