Siga por e-mail

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Mais algumas fotos da visita do Buzian ,,,

Na verdade as fotos são da visita de um R/T 71 boreal que foi visitar o irmão no hospital ...

O irmão passou por várias cirurgias, operações plásticas, mas está se recuperando bem ... Logo vai ter o coração re-transplantado e sairá glamouroso novamente pelas ruas de São Paulo ...










A Batida de Válvulas do Motor 318

Caros,

O Lincoln recebeu este texto do amigo Clovis Michelan, ex-engenheiro da Chrysler do Brasil, que entre outros feitos foi o pai do motor à álcool ...

Ele se empolgou a escrever este relato após ler o livro Dodge, do Rogério e do Pagotto, onde há um capítulo com testemunhos de outros ex-funcionários ...

Curtam !!! Direto da Chrysler do Brasil !!!

Abraços,

Badolato




A “BATIDA DE VALVULAS” DO MOTOR V8 318 CID.

 Por  Clovis Michelan 08/11/2010

             Algum tempo após o lançamento dos Dodges DART nossa Assistência Técnica foi solicitada a intervir para analise e solução de um problema que estava gerando mais de 90% de reclamação de campo  e as oficinas autorizadas não conseguiam solucionar. Tratava-se de um ruído de “batida de válvulas” que só ocorria com o motor em marcha lenta. Varias tentativas de solução já haviam sido feitas, principalmente atuando no trem de válvulas com regulagem da folga de válvulas ( o que era uma heresia pois o sistema era com tuchos hidráulicos, inéditos no Brasil). Faço um parêntesis para dizer que muitas oficinas ganharam dinheiro fazendo “regulagem de válvulas” no motor Chrysler V8 318 CID o que não era necessário e nem recomendado pois afetaria a auto-regulagem pelos tuchos hidráulicos. Algumas, ainda ignorantes na tecnologia do uso de tuchos hidráulicos, tentavam fazer a regulagem “espichando” ou reduzindo o comprimento da vareta via ações mecânicas de corte e solda ou pancadas na alma da vareta para aumentar o seu comprimento. Mas voltemos ao assunto principal. A reclamação do “ruído de válvulas” estava tomando proporções inadmissíveis e a Engenharia foi solicitada a intervir. Após analise detalhada do lay out do projeto e da qualidade de fabricação (limites de distancias entre balancins e tuchos; dimensões dos tuchos e limites funcionais; comprimento da vareta e limites, enfim, todas as variáveis que poderiam contribuir para causa do problema), concluiu-se que a qualidade de fabricação e o projeto estavam condizentes e não havia evidência mecânica da causa do problema. O problema surgia com o motor em temperatura normal de funcionamento e nunca com o motor frio. Foi aí que alguém teve a feliz idéia de analisar o sistema de lubrificação, pois o motor Chrysler 318 tinha um sistema inédito e diferente de regular a pressão de óleo na galeria que lubrificava o trem de válvulas. O comando de válvulas tinha, em dois dos seus munhões, dois furos ortogonais (90°) que, ao girar do comando, entrava em sincronismo intermitente com dois furos no mancal, liberando assim o óleo lubrificante em jatos para o trem de válvulas. Estava equacionada a solução.

A liberação e corte abrupto do fluxo de óleo em condições de temperatura e pressão de lubrificação gerava um “golpe de aríete” no sistema conseqüente ruído. Coisa semelhante ao ruído de válvulas de descarga desreguladas em prédios altos, fenômeno certamente vivido por muitos de nós. Dito e feito. Construímos um motor com sistema de lubrificação contínuo para o trem de válvulas e confirmamos a causa do problema. Uma vez determinada a causa e visto que seus efeitos não eram danosos ao motor, decidiu-se pela manutenção do sistema original, historicamente seguro para a lubrificação correta do trem de válvulas e foi emitido um boletim orientando a rede autorizada.

Charger R/T 77 com o vinil colocado ...

Caros,

Achei que não tinha mais post até o Natal, mas ontem o R/T 77 teve o seu vinil colocado ....

Uma imagem vale mais do que mil palavras !!


Ai que vontade de dar umas voltas nesse carro pronto ....

Abraços,

Badolato

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

OFF: Feliz Natal para todos !

Caros,

Amanhã eu viajo e não sei se vou postar algo novo até sábado, dia 24 ...

Queria aproveitar para já desejar um Feliz Natal, com muita paz, muita alegria para todos, com as respectivas famílias e amigos !!

Que essa semana entre Natal e Ano Novo sirva para recarregarmos as baterias, fazermos nossa reflexões, para começarmos 2011 com os DFV operando com força total ....

Ah, e não posso deixar de postar a foto do presente de Natal do meu filho, puta emoção de comprar o primeiro presente de Natal para o meu primeiro filho ... Sei que vou desagradar alguns, mas ....


Abraço fraternal a todos !

Badolato

Meu primeiro carro 0km em quase 15 anos ...

Caros,

Contei a minha história com meus carros no meu livro Dodge - História de uma Coleção ... Nestes quase 23 anos  de habilitação tive uam quantidade grande de carros, mas curiosamente, pouquíssimos comprados zero kilometro ...

Foram dois Fiat Uno peladões 1.3, um 88 e outro 90 (nem existia Uno Mille ainda), um substituiu o outro que teve um fim trágico .... Depois tive um Opala Comodoro SL/E 90 tirado zero na finada Pompéia Veículos ... E em 95, o melhor deles, um Omega GLS 4.1 ...

Em 96 tive uma excelente oferta no Omega, estava precisando de dinheiro e vendi ... Botei no dinheiro no giro e precisava pegar um carro novo para uso diário ... Naquela época algumas marcas estavam fazendo leasing com juros muito baixos para a época ... E acabei, em Outubro de 96, comprando um lixo coreano que me enganou pelas elegantes linhas assinadas por Bertone e mecânica GM ....

Meu inferno durou pouco, mas foi intenso ... Fiquei 14 vezes na rua com o carro ... Vários defeitos diferentes, mas o mais recorrente era a morte súbita: o carro simplemente apagava completamente ... Motor, luzes do painel, tudo ... Várias indas e vindas para a concessionária ... Uam vez o carro apagou assim à noite na rodovia Raposo Tavares ... Desci do carro, nem tinha o que fazer ... Olha daqui, olha dali ... Uma meia hora depois, encosto a mão numa pedaço do cofre do motor e ... pum ... ligou tudo de novo ...

O importador cagava e andava ... Até que eu achei no manual um telefone na Coréia ... Escrevi uma carta imensa, liguei para a Coréia, expliquei que precisava passar um fax (quase não se usava e-mail nessa época ainda) ... Consegui me entender com a coreana que me atendeu e mandei a bomba ... Um dossiê muito bem escrito, modéstia a parte, absolutamente constrangedor para quem lesse ...

Deu certo ... Em menos de 48 horas me liga um diretor da importadora dizendo que um engenheiro iria buscar meu carro no dia seguinte pela manhã e me deixar um carro reserva ... Enquanto os problemas no meu carro não fossem resolvidos eles não me devolveriam o carro ...

Dia seguinte pela manhã, vem um engenheiro almofadinha com um avental branco com a marca do "fabricante" no bolso ... Me entrega um carro 95, mais completo do que o meu, com teto solar inclusive ... Anotou tudo o que eu disse e foi embora com a ronha ...

Naquela noite eu fui em um show no Dama Xoc, na Rua dos Pinheiros, com o carro reserva ... Fui com o meu amigo Adriano, irmão do Júlio, que eu não vejo faz muito tempo ... O show terminou tarde, era um dia de semana, e ao entrar na marginal pinheiros ... o carro reserva quebra !!!! Ahhhhh ... vai se fudê !!!!!
Fiquei puto ...Xinguei meio mundo ....

Vieram buscar o carro ... No dia seguinte me disseram que o catalisador havia entupido, que era só eu ter pego uma serra, deitado embaixo do carro, cortado o cano do escapamento antes do catalisador que eu voltaria para casa tranquilo ... Ou seja, culpa minha de não ter feito procedimento tão simples na marginal de madrugada ...

Me devolveram meu carro ... Eu anunciei ele no Estado de São Paulo, anúncio grande até, por R$ 1,00 ... Ou seja, UM real .... Era para chamar a atenção mesmo ... Na verdade eu queria era transferir o Leasing perdendo o que eu já havia pago e me livrando daquele anthrax móvel .... Consegui ... Jurei nunca mais comprar um carro coreano.

Meu carro de uso passou a ser um Opala Especial Coupé 73 laranja, 4 cilindros do velho ainda, o 153 .... Se eu não esquecesse de por água no radiador antes de sair de casa, aquele carro iria até a Coréia e voltava, sem dar um problema ... Ainda lembro da placa dele, CT-0485 ....

O fato é que nunca mais comprei um carro 0km ...

O discurso era filosófico, relacionado às enormes perdas com a desvalorização de um carro 0km ... Mas a verdade mesmo é que desde então nunca teve nenhum carro (com valores razoáveis) que eu gostaria de comprar ... Além da perda de dinheiro, obviamente ....

Aloquei meus recursos nos antigos e passei a andar, no dia a dia, com carros legais mas comprados já desvalorizados ... Meu carro de uso mais recente, foi um Chrysler 300 M, 1999, comprado em 2005 já bem desvalorizado ...

Acontece que desde que conheci minha esposa, passei a viajar 500 km por final de semana ... O 300M passou rapidamente dos 140.000 km .... Manutenções bobas, mas frequentes ...Não dá para ficar viajando tanto com um carro que já vai para 12 anos e 150.000 km .... Precisava comprar um carro novo.

Tentaram me convencer que um Azera é a melhor relação custo / benefício do mercado ... Mas depois de tudo que relatei acima, não consigo comprar um carro coreano, por mais que eu saiba que eles melhoraram de qualidade, etc ... Além disso acho o carro meio sem personalidade ... A traseira é até bonita, mas a frente ainda lembra aqueles Elantra da década de 90 ... aliás, cadê eles ????? Dissolveram ? Deve ter todos virado geladeira ...Ah, e tinha jurado não comprar mais carro coreano ... Quebrar juramento dá azar ....

Chrysler 300C .... o V8 é muito caro, acima das minhas possibilidades ... O V6 está no limite do que dava para encarar ... Mas comprar um 300C V6 é sacanagem ... Gastar uma montanha de dinheiro para ter um carro com o mesmo motor do meu velho 300M ??? E que ainda anda menos por ser tração traseira (adoro tração traseira, mas é fato que se perde mais potência na transmissão do que com a dianteira) ...

A cabeça estava fundindo ... não chegava em lugar nenhum .. Até que, com as recentes importações de antigos que fiz, me animei a olhar carros 0km nos EUA ... Procura daqui, fuça dali, faz conta daqui ... Achei o carro !!!!

Apesar de ser um carro muito interessante, ele não vai ser guardado não ... Vou por para usar mesmo ... Minnha meta é colocar 100.000 km nele ... E vou contar aqui no blog toda esta trajetória de 100,000 km, eventuais problemas, manutenções, tudo ...

O carro já foi recolhido pela transportadora, já está no container esperando embarque ... Deve chegar na segunda metade de Janeiro/2011 ...

Ah .... Que carro é ?????

Só conto quando chegar .... he he ... Por enquanto vai uma fotinho da roda dele, devidamente calçada dentro do container ......


Agora é controlar a ansiedade e esperar ...

Abraços,

Badolato
 
  

Charger R/T 72 vermelho xavante ....

Caros,

Recebi do meu xará Alexandre Mesquita uma foto do meu Charger R/T 72 vermelho xavante, aquele que se encontra em restauração, revertendo uma adaptação de mecânica hemi moderna ... A foto é da década de 90 e o carro ainda era muito original.



Seguem também 2 fotos do R/T 72 branco do Lincoln, no Shopping D na mesma época, talvez no mesmo dia ....

Esse carro do Lincoln está há uma década em restauração, e em 2011 finalmente vai voltar às ruas ....




Interessante as placas dos carros, CRT-1972 e DRT-1972 ... Pena que o Lulla acabou de assinar convênio com o Mercosul e em 10 anos vão ser trocadas todas as placas de novo ......

Abraços,

Badolato

Retribuição ...

Dia desses eu mandei um exemplar do meu livro, que conta a minha história com os Dodges, para o Sr.Danilo Michel ...

Ontem recebi, por intermédio do Mario Buzian, uma carinhosa retribuição: O Sr. Danilo me manda um exemplar da última Classic Show, onde há uma matéria da vida dele com os Dodges, assinada com uma dedicatória. Muito legal ! Fiquei muito contente ! Vai ficar cuidadosamente guardada na minha coleção !

Abraços,

Badolato

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Visita Ilustre

Caros,

Recebi uma visita ilustre no final desta tarde ... E não estou falando do Lincoln, nem do Mario Buzian, nem do Ale ... Estou falando do R/T 71 que os trouxe ....




Espetacular, não ???

Abraços,

Badolato

A-100 do Museu ...

Caros,

Mais um carro vindo para o acervo do Museu ... Desta vez é uma pick up A-100 1966, vermelha, adquirida na California ... O carro foi a vida toda de uma mesma família e o último proprietário ia fazer uma pintura nova, chegou a dar um fundo e .... nunca terminou o serviço ...

Sempre achei essa pick up interessante, ainda mais sendo ela uma V8 273 ...

A idéia é trazer ela para cá e terminar o serviço começado.

2010 foi um ano de trocas no Museu, alguns carros repetidos foram vendidos, alguns carros diferentes adquiridos ... Espero continuar este processo em 2011, para que o Museu tenha um acervo cada vez mais interessante.

Enquanto isso, curtam as fotos da "kombinha" Dodge ...

Abraços,

Badolato









sábado, 18 de dezembro de 2010

Procuro 1 pisca amarelo dos Charger 71 e 72 ...

Caros,

Nosso R/T 71 amarelo boreal está sendo montado ... Estou precisando de 1 pisca amarelo dele. Eu tinha um guardado que deu paar recuperar, mas está faltando outro ...




Quem tiver um guardado, por favor ...

Abraços,

Badolato

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

De olhos bem abertos ...

Dart Coupé 73 marrom asteca claro

Caros,

Vira e mexe aparece algum Dodge bom desconhecido ... Esta semana foi este belo Dart Coupé 73 marrom asteca claro do amigo Eduardo Pimentel, de Vitória-ES ...

Seguem fotos ...




Um carro muito legal ... Tem muita gente restaurando Chargers e os Darts estão ficando cada vez mais raros ... O Gordo Dodges tem um Dart gêmeo deste para restauração à venda ... E se vc é mais snob e exclusivista, o mesmo Gordo tem um Gran Coupé 73 nesta mesma cor .... Liguem para ele e salvem estes 2 carros ... 011 9227-3162 ....





Abraços,

Badolato

Charger R/T 71 e 77 em montagem ....


Caros,

Os Charger R/T 71 amarelo boreal e 77 branco valencia seguem em processo de montagem ...

Estou precisando:

- 2 jogos de pestanas 0 KM
- 1 par de grades 75-78 0 KM  (tenho um par em bom estado, mas gostaria de por um par zero, como coloquei no vermelho verona)
- 1 par de emblemas CHARGER do 71 (é aquele maciço com 2 pinos atrás, ambos na parte superior do emblema) ...

Quem tiver por favor entre em contato !

Abraços,

Badolato


Museu Robert Lee (Caçapava-SP)

Caros,

Enfim um boa notícia ... Parece que se acho um consenso e o que sobrou do Museu Robert Lee vai ser recuperado .. A herdeira vai doar a área e o que sobrou dos carros para o Município de Caçapava ... A doação será assinada dia 16/12/2010.

Nas fotos, um dos carros mais inteiros, um Buick 38, foi retirado do Museu para ser lavado. Este carro, junto com um Alfa Romeo de corrida, vão estar expostos na cerimônia de doação.





Agora a pergunta que não quer calar ... Por que é que não doaram isso há 30 anos atrás ?????? Esperaram roubar quase tudo, saquear, destruir o acervo .... Bom, antes tarde do que nunca ...

A edificação é muito bonita ... Espero que a prefeitura de Caçapava coloque um curador de bom senso para tentar recuperar parte do que restou ....

Abraços,

Badolato

Sabe onde ia ficar lindo ????

Caros,

O Maurício Silveira mandou algumas fotos de chaveiros de concessionárias Chrysler, da coleção do Sr. Danilo ...

Entre os chaveiros, um logo da Brozauto, do tempo que Porto Alegre tinha acento circunflexo ... rs ...


Imediatamente me lembrei do Charger R/T 73 vermelho índio que o Lincoln resgatou do quintal do Sr.Danilo (na verdade quem colocou a mão na massa foi o Mauricio e o Buzian) ... Quando eu recebi o carro para o Lincoln aqui em São Paulo, um detalhe na tampa do porta malas me chamou a atenção:



Opa .... Acho que eu encaixo aqui !!! rssss ....


Esse Charger R/T 73 é protagonista de uma das histórias mais malucas que já ouvi ... O carro foi comprado 0km em Canoas por um senhor de São Marcos ... O cara pegou o carro zero km e no caminho, na Serra, ficou sem freios e destruiu o carro (a outra lateral, esta é zeeeeeero !!!) ...

O proprietário do carro processou a Chrysler e, enquanto o litígio perdurou, o carro ficou na concessionária ... De uma forma ou outra o imbróglio foi resolvido e a concessionária vendeu o carro acidentado para o Sr.Danilo, que o levou para casa e tirou as peças para o seu estoque ... A carcaça ficou 30 anos quintal, até ser resgatada e trazida para São Paulo, onde aguarda restauração ...

O detalhe mais sórdido .. Sabe qual a kilometragem que o painel do carro marca ???? 000318 km !!!!!

Abraços,

Badolato  

Charger R/T 72 verde igarapé na meca dodgística do Sr.Danilo

Caros,

Quem leu a última edição da Classic Show, conheceu a fantástica história do Sr.Danilo Michel, cuja casa, nos anos 70 e 80, virou uma verdadeira oficina "autorizada" Chrysler ...

Porém o que ninguém imaginava é que hoje, a 15 dias da segunda década do ano 2000, esse endereço se transformasse um lugar de peregrinação dos dodgeiros, e, principalmente, um lugar para se cuidar dos carros ...

Semana passada postei uma foto do Sr. Danilo ao lado do Dart 79 do Buzian (dizem as más línguas que o Buzian está ficando até mais narigudo para combinar com o carro que ele tanto adora ...)

Hoje recebemos fotos fresquinhas, do nosso mais frequente colaborador, Maurício Silveira. Quem passou por lá foi o Charger R/T 72 verde igarapé do nosso amigo Márcio ...








Opa, o que eu estou fazendo na capa do livro do Badolato !!?? Ah, não sou eu, é o meu irmão gêmeo, o Capitão América ....




Prontinho para voltar para as ruas ....

                               Ô , da bicicleta, olha pra frente ... Vai tomar um chão assim ....

Abraços,

Badolato