Siga por e-mail

sábado, 10 de março de 2012

Charger R/T 71 amarelo boreal: últimas fotos do livro e o incrível Sr. Paulo Cury

Caros,

Fizemos na manhã deste sábado as últimas fotos do novo livro. Fotografamos o Charger R/T 71 amarelo boreal no Jockey Clube de São Paulo.

As fotos ficaram lindas, vocês verão em breve no livro.

Um episódio interessantíssimo aconteceu, quando um senhor que praticava sua caminhada se aproximou, ficou olhando para o Charger e se aproximou:

- Está lindo esse carro . Eu tive um idêntico. Comprei na Janda.

A gente está cansado de ouvir gente dizendo que teve um Dodge igual ao nosso, mas que era Dodge Landau e outras baboseiras ... Mas quando ele falou "Janda" eu vi que ele estava falando sério ...

- Quem me vendeu o carro foi o Constantino Cury. Eu tinha um Dart e ele me ligou dizendo que tinham chegado os Charger e que eu tinha que ir buscar um. Isso foi em final de 1970, começo de 1971. O Charger que eu comprei era exatamente esse, da mesma cor inclusive.

Pronto. Tinha acabado de conhecer um dos 942 felizardos que tiveram um Dodge Charger R/T 71 0km ...
Perguntei do paradeiro do carro. Ele me disse que usou o carro por uns 2 anos e vendeu, com 20.000 e poucos km ..., que trocava muito de carro na época ...

Depois contou histórias da sua vida com o automobilismo na década de 60, sua amizade com Chico Landi que o apresentou ao Comendador Enzo Ferrari de quem comprou pessoalmente uma Ferrari em 1962 ... Depois do Fiat Abarth que ele importou em 1964 e que o Wilsinho Fittipaldi pilotava para ele ... Histórias do arco da velha ... Ao se despedir perguntei o nome dele, Paulo Cury ...

Consultei o fofoqueiro de plantão, o sr. Google no meu iPhone e .... encontrei um blog que contava a história dele, o Sr. Anti-Berlinetta por ter desbancado a equipe Willys com o seu Abarth ....

O link está aqui:

http://mestrejoca.blogspot.com/2010/09/os-anti-berlinetas1.html?m=1

Quando o Sr.Paulo passou de novo em frente ao carro (estava caminhando num circuito e passava a cada 15 minutos em frente da gente) , eu cheguei perto dele e disse:

- Sr.Paulo, o senhor é o Anti-Berlineta !!!!

Ai foi ele quem não entendeu nada !!!!

- Quem te falou ????

Ai ele contou um monte de histórias de corridas dos anos 60, entrou no Charger, batemos fotos ... foi uma festa ...

Coisas que só o automóvel faz com a gente ...

Abraços,

Badolato

  

Making off ...

Opa, faltou a placa dianteira !

Paulo Cury, o Anti-Berlineta examinando o R/T

17 comentários:

  1. "Coisas que só o automóvel faz com a gente ..." ...e que os antigos têm o poder de multiplicar!
    Esse seu R/T amarelo boreal é especial, sua história é única.
    Parabéns mais uma vez, e que venha logo este livro.
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Esse boreal merecia um livro todo dele.
    Já pensou saber da hoitória toda, como virou pick-up e depois renascido.

    Incrivel.

    Abraço.

    Orlandini

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico olhando para esse carro pronto e viajo !!!

      Legal demais !

      Excluir
  3. Que história sensacional! Encontrar o sr. Anti-berlineta já seria por si só suficiente para uma postagem; considerando então o estado em que esse carro se encontrava (pick-up...), essas fotos são realmente um acontecimento.

    Mais uma vez Badolato, parabéns. Essa é a sua obra-prima.

    Abração.

    Reinaldo
    http://reiv8.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Dodge Landau, kkkkk. Escuto uma dessas todas semana. Inacreditável mesmo foi encontrar este ilustre senhor. Se fosse eu, teria perdido a manhã e tarde.

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leroi,

      Trocamos email ... Vamos trazer mais historias do Cury.

      Abraço !

      Excluir
  5. Este Sr. Paulo Cury bem poderia ter em seus guardados alguma informação ou documento antigo de seu R/T. Seria muito interessante saber que fim levou, se ainda resiste ao tempo... ou quem sabe, coincidência das coincidências, em algum dia de sua existência não foi uma pick-up! A vida tem dessas coisas que podem ser inexplicáveis... a chance é 1 em 942, aumentada proporcionalmente com a variação de cores disponíveis e sua distribuição geográfica.
    Já pensou Badolato?
    Viajei longe agora, hein rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não tem nada ... Mas é quase impossível. Esse meu, até onde eu sei, sempre foi do Rio de Janeiro.

      Abraços

      Excluir
  6. Badolato, Não existe Carro mais Polemico que um R/T Boreal !

    Forte Abraço !

    ResponderExcluir
  7. LI o primeiro livro inteiro depois de umas 4 horas de ter comprado ele... Não vejo a hora de sair o segundo kkkk
    Por mim poderia fazer um livro por Dodge que eu leria kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mateus,

      Quando sair então vc já compra uns 10 que é para ajudar a viabilizar o volume 3 !!!

      Excluir
  8. Sensacional a história deste Charger! Parabéns, pela enésima vez!!!!
    Já estou no aguardo deste segundo livro.
    Quanto ao seu Paulo Cury, deve ter histórias fantásticas sobre o automobilismo brasileiro, dos anos 60/70. (mais um livro aí)

    ResponderExcluir