Siga por e-mail

terça-feira, 17 de julho de 2012

O bom índio, o Verona do amigo e um LS 72 bem podre ....

Caros,

Seguem mais algumas atualizações das obras do Museu ...

1) O bom índio ...

O bom índio é um Charger R/T 73 vermelho índio muito muito muito bom, que comprei anos atrás de um desmanche abandonado no RS ... Desmanche abandonado mesmo ... Um desmanche que encerrou as atividades e cujos carros ficaram lá ...

Não fui eu que achei este pequeno paraíso, mas um conhecido de lá que me ofereceu as preciosidades ....

O carro parou tão novo, mas tão novo, que tinha todas as faixas adesivas originais no carro .... E nunca havia sofrido um retoque. O último licenciamento, de 1983, atesta que o carro foi para o desmanche com pouco mais de 10 anos de uso, o que ilustra bem a decadência que estes carros sofreram na década de 80 ...

Seguem abaixo algumas fotos que postei quando o carro entrou na oficina:

Bem alinhado para quem passou décadas condenado ao fim eminente ...

Faixas adesivas originalíssimas ...

Inclusive nas bordas, gabarito para a hora de remontar ...

Não resisti a dar um polida naquela tinta queimada por décadas no sol ...


Uma brincadeirinha da criança aqui ...

E o brilho volta, lindo, de fábrica ...

Postei estas fotos já tem algum tempo. A funilaria do carro foi cuidadosamente feita, compramos um capô 0km que sequer os furos para as flautas tinha ... E o carro foi para a preparação para a pintura ... As fotos abaixo são de agora, dele praticamente pronto para ganhar tinta nos próximos dias:





Nos próximos dias ele estará pintado ... As rodas Magnum foi restauradas e entregues hoje, 0km ! Ainda estou na caça de um jogo de PolyGlass 14 para ele ... Acho que ele nem está acreditando que está voltando à vida ...

Ah, o motor matching numbers ele não tinha, mas consegui um "year correct", ou seja, um motor PS 1973, com numeração cerca de 100 unidades acima do original dele. O motor já está todo refeito, pintado de dourado e louco para entrar no cofre do bom índio ....

Restaurar carro antigo é um exercício de paciência ... Mas nesta hora, que o carro começa a ter cara de carro de novo, o prazer é enorme !!

Em breve foto do índio, devidamente encarnado ....


2) O Verona do meu amigo ...

Quem leu meu segundo livro, leu em algum capítulo que eu havia decidido não ficar com o meu primeiro R/T 78 vermelho verona e vendi ele para um amigo, na prerrogativa de entregá-lo pronto ... 

Faria todo o sentido eu restaurar o carro, pois tinha vinil original do carro, as faixas, carpete, dash do painel, tinta pronta, tudo .... E não faria sentido eu ficar com 2 R/Ts idênticos .... Então vendi para um grande amigo meu para entregar pronto ...

A previsão inicial era entregar no final de 2011, até brinquei que iria tentar aprontar a tempo do Natal ...

Nunca mais faço isso, pelo menos assumindo prazos ... O fato é que uma série de coisas foram atrasando e o carro demorou mais do que devia para ficar pronto ... Pelo menos o carro está ficando um desbunde de lindo, e hoje ganhou o vinil branco .... Na foto já é bonito, ao vivo é de chorar ...



3) Um LS 72 bem podre ...


Empolgação é uma merda ... Desculpem me o português direto, mas o caso justifica ...

Um dos carros que me faltava na coleção era um Charger LS 72 ... Um LS 72 e um R/T 76 ... Eram as lacunas na coleção de Chargers, obviamente além de restaurar os demais .... Tenho o sonho que muitos sempre tiveram: o de ter os 10 Charger R/T , de 1971 a 1980, lado a lado, perfeitamente restaurados e impecáveis ... Só que antes mesmo de realizar este sonho, minha mente perturbada inflacionou ele ... não bastava os 10 R/Ts, mas sim os 15 Charger: os 10 R/Ts e os 5 Charger "LS"...

Quando decidi tentar realizar este sonho, comecei pelos mais difíceis, que na mainha cabeça eram os Charger R/T 71, 72, 79 e 80 ... Os primeiros e os últimos .... Isso há muitos muitos anos atrás ....

Com a popularização da internet, que nos deu acesso a carros do Brasil todo, vi que estava quase certo ... Os R/Ts 71, 72 e 80 realmente são os mais raros ... O único erro de cálculo foi o R/T 79, que apesar da baixa produção sobreviveu aos montes ... Ou às dezenas para ser mais realista ....

Eis que o tempo foi passando, fui fechando a coleção e me faltavam o LS 72 e o R/T 76 ...

Ambos carros relativamente fáceis de se achar, eu estava escolhendo ... Tinha que ser uma cor legal, um preço bom, de preferência sem restauração ...

Até que há cerca de 60 dias atrás aparece um LS 72 interessantíssimo anunciado ... Marrom castanha (cor que não tenho na coleção), banco inteiriço com câmbio 3 marchas (também não tenho nenhum Charger nesta configuração na coleção) com calotas ... Ou seja, era um LS 72 em uma cor legal e bem básico ... Todos os meus outros Charger LS são 4 marchas ...

Me parecia o carro certo. Tinha estragado pelo abandono e não pelas mãos de funileiros errados, ou se motoristas vândalos .... Além disso o dono do carro tinha várias peças já compradas para o carro e topou parcelar o pagamento em algumas poucas vezes ... Bati o martelo sem ver o carro, na empolgação.

Abaixo as fotos do anúncio ....  






Acontece que estas fotos foram feitas quando o carro foi resgatado da cripta em que ficou abandonado ... O estado atual do carro era um pouco diferente: peças numa oficina, carroceria em outra ....

O carro estava bem mais podre do que eu imaginava. Não na estrutura em si, mas em várias partes que não pareciam ruins.

O capô por exemplo, nem levado foi ... os frisos foram retirados e o capô já foi direto para a sucata. A tampa do porta malas, que parece zero na foto e servirá perfeitamente para a reprodução da tinta na cor original, também está condenada ... Só ficou preservada a parte interna ...

Os bancos tem as estruturas tão podres que o que os mantém inteiros é o tecido ... Pelo menos temos o padrão originalíssimo para reproduzir ...  


Não me arrependo de ter pego ele, mas que seria muito mais barato ter pego um carro pronto, ah isso seria .... Modéstia a parte este carro precisava cair nas minhas mãos (ou nas de mais uma meia dúzia de outros possíveis salvadores) para poder voltar a ser o que era ... E vai ser ... Mas vai dar muito mais trabalho do que eu imaginava ... E do que eu estava querendo neste momento ...

Mas como  eu já disse em outra ocasião, um Charger "bicho papão" (71-72) não pode deixar escapar ....

O carro já está sobre os cuidados do sr. José, ou seja, em excelentes mãos ... Logo vou postando atualizações da restauração dele ...

Abraços,

Badolato







16 comentários:

  1. O índio é o meu sonho, no ano 1974. Bacana mesmo, o carro parece muito bom.

    O Verona está ficando show, depois do primeiro praticamente vira uma repetição, que abre espaço para acelerar o Capri.

    Esse LS merece a salvação, apesar de ferrar os cofres... Pelo menos está bem completo de peças.

    Muito bom!

    Abraços Vital

    ResponderExcluir
  2. Vital,

    Há coisa de 4-5 anos atrás um cara anunciou 2 R/Ts 74 vermelho indio com chassi sequenciais, finais 049 e 050 ... Fiquei doente para pegá-los, mas estava mais duro do que liga de titânio .... Se desse para voltar no tempo ....

    O R/T 78 está lindo de morrer ... Ou como diria a Hebe Camargo, lindo de Viver ! kkkkkk

    O LS merece ser salvo sim ... Só vai doer mais do que eu gostaria ...

    Abração,

    Badola

    ResponderExcluir
  3. Que indiada Badolato! Esse RT 73 devo ter filmado quando comprei meu Charger em 2002... a hora que passar pra dvd baixo no youtube. abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. James,

      Ele era de Itaqui ... É dele mesmo que vc está falando ?

      No mesmo caminhão veio ele e um SE 74 também vermelho índio ...

      Que o Daniel Pavan tem um banco traseiro xadrez vermelho original e não quer me dar ... Vamos fazer uma campanha ????

      Abraços

      Excluir
  4. Quando mandei as fotos desse anuncio para um amigo nosso, ele me disse, esse Charger!!!!!! só o Badola encara, dito e feito kkkkkkkkkkkkkkkkk Um Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriano,

      Tamo tentando né ? kkkkk

      Uma hora sai ...

      Abração !

      Excluir
  5. Meu Magnum era de Itaqui... Já pensou se foram do mesmo dono, o cara vendeu e trocou por um Magnum? kkkkk! Foi o que meu avô fez...


    abcs

    ResponderExcluir
  6. Badola,

    Meus parabéns pelos projetos, eu sei bem o que é ver algo à distância e depois "encarar a realidade"...Às vezes se ganha, outras se empata, mas nesses casos atualmente não se perde mais, somente o trabalho e a paciência
    ...Mas o LS 72 vai pra fila, uma hora (tomara que bem logo) ele vai estar lá reluzente e perfeito no salão, ao lado dos seus irmãos...
    Sobre o RT 76 não se preoucupe, sabemos de um exemplar imaculado que hiberna há mais de 25 anos e que fatalmente acabará em tuas mãos em um futuro não muito distante...
    Aproveito pra te agradecer publicamente pela citação de minha pessoa no segundo livro (no qual ainda não comprei mas que vou pegar pessoalmente contigo, autografado,em breve aí em SP), muito me emocionou e espero ainda poder ajudar o amigo em outras "indiadas dodgísticas" pela vida afora...
    Abração direto da Fronteira Sul, celeiro de muitos Dodges sensacionais !!!

    Mário Buzian - Ivoti

    ResponderExcluir
  7. Vai dar muito trabalho até esse 72 voltar a ser digno do museu, mas vai valer cada centavo!!

    Que configuração...

    Parabéns Badola.

    Abração

    Orlandini

    ResponderExcluir
  8. putz que facada sobre o 72, o índio é uma cor linda, que tesão de carro! escolheu a cor do 76? ;o) abração, Gian

    ResponderExcluir
  9. Badolato,

    Muito legal esse Vermelho Índio, todo original; imagine quando parou, há quase trinta anos: deveria ser bem novo!

    O LS 72 está nas melhores mãos possíveis, logo voltará aos melhores dias.

    Abraço.

    Reinaldo
    http://reiv8.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Badolato, esse mesmo, Itaqui! Lembro do banco de SE e do SE vermelho também, além de um Charger amarelo e outros Dodges que haviam por lá. O dono era bom de negócio.
    Vital, então teu magnum é aquele prata de Itaqui? Logo que comprei o Charger o antigo dono dele me ligou oferecendo o carro e chegou a mandar um VHS dele, acho que está com um amigo esse vídeo.

    abraço!
    JAmes

    ResponderExcluir
  11. Chora não Badolato. Logo o 72 estará melhor que o meu e sem porta amassada haha.

    Aproveitando a plaqueta do meu só conta o V e tem direção hidráulica e freio a disco. Do freio com certeza alguma adaptação por causa do servo-freio.

    ResponderExcluir
  12. Eu acredito no trabalho que nós dodgeros fazemos a duras penas , eu acredito no museu do do dodge brasileiro que em breve vai ser reconhecido enm muitos paises amantes de automovel .

    ResponderExcluir
  13. Fugindo um pouco do assunto do post, eu estou (tentando) fazer um modelo 3D de um Dodge Charger R/T 1975, e não acho muitas fotos do interior na internet, e quero saber se poderia disponibilizar fotos dos forros das portas, painel, mostradores, console central e bancos, e se puder também uma dele de lado para que eu possa visualizar as suas faixas melhor. Agradeço desde já! Assim que estiver pronto posso mostrar fotos dele se quiser! e-mail meu para contato: mateusluizandrade@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Badolato, no ferro-velho de Formosa/GO (acho que vc deve conhecer) ainda tem uma carcaça de Dart SE com os bancos, que ainda possuem algumas partes do xadrez razoavelmente inteiras. Talvez dê pra aproveitar alguma coisa. Abs.
    Giovanni Tonon

    ResponderExcluir